Porto Nacional, 22 de junho de 2017

Serviços mais acessados

Brasão Oficial de Porto Nacional


 

O Brasão Oficial do Município de Porto Nacional, foi instituído em 1983, na administração do então prefeito Dr. Euvaldo Tomaz de Souza, através de um concurso público, vencido pelo então estudante Ítalo Inácio de Macedo, que usou uma simbologia artística para formatar a representação do município de Porto Nacional e seus valores sociais, econômicos, políticos e culturais.

A arte representativa do município portuense foi estilizada pelo artista em quatro figurações, todas iluminadas, a partir do centro, por um sol vibrante, desperto e vivaz, que joga luz na primeira figura, onde a imponente Catedral Nossa Senhora das Mercês, anuncia a religiosidade e a fé de um povo, como também sintetiza a histórica ação evangelizadora, educacional e cultural da Missão Dominicana no município portuense.

A segunda figura que enriquece o Brasão Oficial do Município de Porto Nacional, também observada pelos raios solares, destaca ao fundo dois automóveis estacionados de frente para o casario da Praça das Mercês, representando assim a viagem épica do então deputado federal e médico Dr. Francisco Aires da Silva o Dr. Chiquinho, que partiu do Rio de Janeiro e rasgou os sertões da Bahia e do Norte de Goiás, até Porto Nacional a bordo destes veículos. No primeiro plano aparece o livro “Caminhos de Outrora”, de sua autoria, que sintetiza esta aventura histórica.

Na parte de baixo do Brasão Oficial do município portuense, a primeira figura, tingida de luz, nos remete a verdadeira razão da existência de Porto Nacional, a água-via Rio Tocantins. Foi através das águas caudalosas desta fonte de riquezas que se consolidou o desenvolvimento de toda a região, criando condições para uma forte e determinante ligação comercial entre a localidade e Belém, capital do Estado do Pará. Assim também ocorreu com o turismo, que se consolidou como pólo gerador de divisas, renda e emprego.

A quarta e última figura deste histórico Brasão Oficial, pontuada pelo brilho do sol, se volta simbolicamente para uma das principais vocações econômicas do povo portuense, que é a agropecuária. Hoje, incontestavelmente Porto Nacional se transforma, a cada dia, num centro de excelência educacional, principalmente na área universitária; como também na industrialização, na prestação de serviços e no comércio, mas sem se esquecer das riquezas do campo, o que destaca o município regionalmente como uns dos grandes produtores de grãos, de leite e de carnes bovina, suína e caprina. (Texto de Edivaldo Rodrigues)