Projeto de Jiu-Jitsu é sediado pela Praça da Juventude de Porto Nacional

Aula inaugural ocorreu nesta terça-feira, 14, com a presença de crianças e adolescentes da região 

Por: Nívea Ayres/Secretaria Municipal de Comunicação

 

Aula de Jiu Jitsu

Foto: Dornil Sobrinho/Secom Porto Nacional

 

Como parte das iniciativas voltadas para a comunidade, a aula inaugural de Jiu-Jitsu ocorreu nesta terça-feira, 14, na Praça da Juventude. O trabalho desenvolvido pela Prefeitura de Porto Nacional, por meio da Secretaria de Esportes e Lazer, também conta com o apoio da Fundação da Juventude, disponibilizando o espaço de treinamento.

O programa “Jiu-Jitsu para a juventude” tem como foco crianças e adolescentes de 7 a 17 anos. A secretária de Esportes e Lazer, Helenice Carvalho, acredita que a ação promoverá qualidade de vida aos alunos. “A Prefeitura de Porto Nacional, através das secretarias de Esportes e Juventude, hoje inaugura um projeto extraordinário. Aulas de lutas, aqui no Planalto, abrangendo toda a comunidade, trazendo disciplina, qualidade de vida aos jovens e adolescentes”.

O presidente da Fundação da Juventude, Mayk Sander, que esteve presente na aula de abertura e deu boas-vindas aos jovens, pontuou o apoio do gestor para a realização dessa atividade. “O prefeito Ronivon Maciel nos apoiou com esse projeto aqui na Praça da Juventude. Então, estamos muito gratos e esperamos você, como unidade, para vir conhecer”, finalizou. 

Para o professor Lidervane Tavares a iniciativa irá beneficiar toda a comunidade, para além do ensinamento de defesa pessoal. “Um projeto com a iniciativa da Secretaria de Esportes, com a Fundação da Juventude, em prol da comunidade, para podermos, através do Jiu-Jitsu, estar ensinando um pouco dessa arte suave para todos os alunos que estejam aqui presentes, para que eles possam ter mais respeito ao próximo, noção de disciplina e hierarquia”.

Uma das alunas de Jiu-Jitsu, a estudante Ana Gabriele Cabral, conta o que a fez participar do projeto. “O que me motivou a fazer a inscrição foi a minha vontade de aprender defesa pessoal. Desde pequena sempre tive vontade de aprender a lutar como meta de vida. E quando vi esse projeto disponibilizado pela Prefeitura de Porto Nacional, de maneira gratuita, gostei muito porque é uma oportunidade, principalmente na nossa comunidade, sendo um pouco mais afastada da cidade”, ressaltou.